sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Sugestões para 2012 - por Ed René Kivitz


SUGESTÕES PARA 2012:

#1 Não assuma compromissos do tipo “vou iniciar uma dieta”, “vou começar alguma atividade física”, “vou terminar o curso de inglês”. Esse tipo de coisa serve apenas para acumular culpa e frustração sobre os seus ombros. 

#2 Não acredite nesse pessoal que diz que “sem meta você não vai a lugar nenhum”. Pergunte a eles por que, afinal de contas, você tem que ir a algum lugar. Trate esses “lugares futuros imaginários” apenas como referência para a maneira como você vive hoje – faça valer a caminhada: se você chegar lá, chegou, se não chegar, não terá do que se arrepender. A felicidade não é um lugar aonde se chega, mas um jeito como se vai. 

#3 Não pense que você vai conseguir dar uma guinada na vida apenas mudando o seu visual. É a alegria do coração que dá beleza ao rosto, e não a beleza do rosto que dá alegria ao coração. 

#4 Não faça nada que vá levar você para longe das suas amizades verdadeiras. Amizades levam um tempão para se consolidar e um tempinho para esfriar, pois assim como a proximidade gera intimidade, a distância fragiliza os vínculos. 

#5 Não fique arrumando desculpas nem explicações para as suas transgressões. Quando cometer um pecado, assuma, e simplesmente diga “fiz sim, me perdoe”. Comece falando com Deus e não pare de falar até que tenha encontrado a última pessoa afetada pelo que você fez. 

#6 Não faça nada que cause danos à sua consciência. Ouça todo mundo que você confia, tome as suas decisões, e assuma as responsabilidades. Não se importe em contrariar pessoas que você ama, pois as que também amam você detestariam que você fosse falso com elas ou se anulasse por causa delas. 

#7 Não guarde dinheiro sem saber exatamente para que o está guardando. Dinheiro parado apodrece e faz a gente dormir mal. Transforme suas riquezas em benefícios para o maior número de pessoas. É melhor perder o dinheiro que ocupa seu coração, do que o coração que se ocupa do dinheiro. 

#8 Não deixe de se olhar no espelho antes de dormir. Caso não goste do que vê, não hesite em perder a noite de sono para planejar o que vai fazer na manhã seguinte. Ao se olhar no espelho ao amanhecer, lembre que com o sol chega também a misericórdia de Deus: a oportunidade de começar tudo de novo. 

#9 Não leve mágoas, ressentimentos e amarguras para o ano novo. Leve pessoas. Sendo necessário, perdoe ou peça perdão. Geralmente as duas coisas serão necessárias, pois ninguém está sempre e totalmente certo. Respeite as pessoas que não quiserem fazer a mesma viagem com você. 

#10 Não deixe de se perguntar se existe um jeito diferente de viver. Não acredite facilmente que o jeito diferente de viver é necessariamente melhor do que o jeito como você está vivendo. Concentre mais energia em aprender a desfrutar o que tem do que em desejar o que não tem. 

#11 Não deixe o trabalho e a religião atrapalharem sua vida. Cante sozinho. Leia poesias em voz alta. Participe de rodas de piada. Não tenha pressa de deixar a mesa após as refeições. Pegue crianças no colo. Ande sem relógio. Fuja dos beatos. 

#12 Não enterre seus talentos. Nem que seu único tempo para usá-los seja da meia noite às seis. Ninguém deve passar a vida fazendo o que não gosta, se o preço é deixar de fazer o que sabe. Útil não é quem faz o que os outros acham importante que seja feito, mas quem cumpre sua vocação. 

#13 Não crie caso com a mulher ou com o marido. Nem com o pai nem com a mãe. Nem com o irmão nem com a irmã. Caso eles criem com você, faça amor, não faça a guerra. O resto se resolve. 

#14 Não jogue fora a utopia. Ninguém consegue viver sem acreditar que outro mundo é possível. Faça o possível e o impossível para que esse outro mundo possível se torne realidade. 

#15 Não deixe a monotonia tomar conta do seu pedaço. Ninguém consegue viver sem adrenalina. Preste bastante atenção naquilo que faz você levantar da cama na segunda-feira: se for bom apenas para você, jogue fora ou livre-se disso agora mesmo. Caso não queira levantar da cama na segunda-feira, grite por socorro. 

#16 Não deixe de dar bom dia para Deus. Nem boa noite. Mesmo quando o dia não tiver sido bom. Com o tempo você vai descobrir que quem anda com Deus não tem dias ruins, apenas dias difíceis. 

#17 Não negligencie o quarto secreto onde você se encontra com seu eu verdadeiro e com Deus – ou vice-versa. Aquele quarto é o centro do mundo – o mundo todo cabe lá dentro, pois na presença de Deus tudo está e tudo é. 

#18 Não perca Jesus de vista. Não tente fazer trilhas novas, siga nos passos dEle. O caminho nem sempre será tão confortável e a vista tão agradável, mas os companheiros de viagem são inigualáveis. 

#19 Não caia na minha conversa. Aliás, não caia na conversa de ninguém. Faça sua própria lista. Escolha bem seus mestres e suas referências. Examine tudo. Ouça seu coração – geralmente é ali que Deus fala. Misture tudo e leve ao forno. 

#20 Não fique esperando que sua lista saia do papel. Coloque o pé na estrada. Caso não saiba por onde começar, não tem problema. O sábio disse ao caminhante que “não há caminho, faz-se caminho ao andar”

Ed Rene Kivitz (http://edrenekivitz.com/blog/)

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

JESUS - Um messias na rua


Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles."

(Mt 1.18-25)



Natal é recordação, e mesmo atualização da obra que o Filho de Deus ao nascer entre nós veio realizar. É também uma recordação permanente do papel fundamental da mulher e da criança na obra da Salvação.

Primeiro, Maria, uma mulher simples, ocupa um papel de destaque na história da Salvação, lugar antes reservado a profetas e reis, quase sempre homens.

Por outro lado, o relato deixa claro que ainda assim ela é vulnerável, pois sua gravidez é posta em suspeita, os homens tinham de legitimá-la. Se não fosse a intervenção do anjo, Maria teria permanecido rejeitada. Aqui fica claro que a Salvação começa por restabelecer a dignidade da maternidade.

A situação da gravidez de Maria segue sendo uma denúncia por não dispor de condições mínimas de segurança. O risco corrido por Maria de estar só e sem recursos segue sendo a situação de fragilidade e marginalidade que muitas mães vivem nas ruas de nossas cidades. Homens que não assumem a paternidade são mais frequente do que desejaríamos. Apenas ocasionalmente uma ou outra mulher consegue na justiça que um ou outro homem assuma sua responsabilidade.

Na verdade, o risco que Maria correu é o drama real de muitas mulheres. Com Maria o socorro de Deus veio nas expressões da mensagem do anjo de Deus. Onde estão hoje os anjos de Deus? Cabe à Igreja servir de mensageira de Deus às mulheres que solitárias dão à luz a seus filhos, algumas nas ruas de nossas cidades. Dessa forma é que entendemos Jesus como Salvador, aquele que nos envia para salvar o povo de seus pecados, ou seja, de suas misérias, injustiças, impiedades. Sim, resgatar da solidão da miséria é ajudar as pessoas a conhecerem Jesus e nele a Salvação.

Em segundo lugar, sobre uma criança, o menino Jesus, começa a se construir o sonho de Deus, aquele que como disseram os anjos aos pastores: "...eis aqui vos trago boa nova (Evangelho) de grande alegria, que o será para todo o povo." Jesus, o menino, é sinônimo de boa nova, de grande alegria. E assim também é o nascimento dos nossos filhos: é uma grande alegria acolher a chegada de uma criança, para isso nós preparamos: o ambiente, o melhor possível, o enxoval, roupas e outros utensílios, preparados em cada família quando está para nascer uma criança. A acolhida do Filho de Deus deveria ser festejada pelo povo de Israel, e recordada por nós. Deus ouviu o clamor de seu povo e lhe deus o Messias, ou, como disse Simeão, a Salvação de Deus, Redenção de Jerusalém. Mas não foi assim, o menino nascido de Deus, por sua serva Maria, foi quase rejeitado pelo pai. Além disso, foi ordenada sua morte ainda quando criança, pelo rei Herodes. E, finalmente, não havia lugar para ele, nem na estalagem. Assim, o nascimento de Jesus, além de trazer o sonho de Deus, traz denúncia ao descaso com as crianças.

Muitas das nossas crianças são mortas nas ruas das nossas cidades, fruto da violência que se instaurou ao nosso redor, mortes planejadas e ordenadas pelos novos Herodes. Até quando Senhor??? São nas ruas do Centro do Rio ou nas periferias e lugares, por todo lado vemos crianças a nos anunciar, recordar: Nasceu de novo Jesus. E do mesmo modo não há lugar para a Maria de Jesus dar à luz a sua criança. Sem lugar, sem nome, e algumas sem pai e sem mãe. Até quando Senhor???

Sim, não havia lugar para Jesus em Israel. Difícil ironia: o tão esperado não encontra lugar. Por quê? Porque o rei queria conservar seu poder seus acordos com Roma, porque a ordem social e econômica que ele organizara seria confundida.Não havia lugar para Jesus na própria religião judaica, pois os sacerdotes e escribas em sua teologia não tinham lugar para um Messias como ele. O padrão teológico da religião judaica era estranho para o padrão de Jesus: seu nascimento, suas companhias, seus discípulos, em tudo se diferenciava dos religiosos. Finalmente, não havia lugar para Jesus na vida das pessoas: os desafios pessoais apresentados por Jesus foram rejeitados por muitos; o exemplo do jovem rico, que se afasta, recusando dar o que tem aos pobres e segui a Jesus, ilustra os termos claros da boa nova: trata-se de compromisso exclusivo com Jesus, perdão e justiça aos que nEle creem, especialmente os pobres, pois, afinal, a maioria dos ricos já tem a sua consolação.

Assim. O Natal deve ser um momento de pensarmos nos anúncios que ele traz, e também as denúncias que ele sublinha. Quando estivermos fazendo nossas compras, pensemos nos verdadeiros sentidos no Natal, falemos ao derredor: Natal é mais do que estas vitrines, presentes. É verdade que já sabemos, mas não e verdade que anunciamos o que sabemos. Tampouco vamos permitir que nosso Natal ocorra somente entre quatro paredes; vamos tirar nossa festa de dentro de casa, de dentro do templo, e vamos colocá-la nas ruas, como fazem os comerciantes. Sim, sejamos criativos. Levemos o Natal para a praça, preparemos uma cantata, algo diferente. Vamos incomodar, no bom sentido, o povo; vamos chegar junto das pessoas nas ruas. Sim, preparemos a festa para todos, pois Jesus é a boa nova de alegria para todo o povo! ALELUIA!



Bispo Paulo Lockmann

Bispo da Igreja Metodista (1ª Região)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

UMA MENSAGEM BEM BRASILEIRA - O NASCIMENTO DE JESUS, UM CORDEL SOBRE O NATAL

MENSAGEM DE NATAL EM FORMATO DE CORDEL. 
BRASILEIRA, PURA, DIVERTIDA E PEDAGÓGICA.



Nota 10000!!! 

domingo, 18 de dezembro de 2011

IMPRESSÕES SOBRE O FESTIVAL PROMESSAS DA REDE GLOBO

Hoje foi ao ar pela Rede Globo o Festival Promessas, primeiro evento evangélico produzido e transmitido pela Rede Globo. Durante o programa foram apresentados diversos segmentos da música gospel e seus respectivos cantores. 


Como era de se esperar já começaram várias teorias da conspiração de várias partes sobre  motivo deste festival, várias críticas aos que se apresentaram, etc..


Não há dúvidas de que o segmento da música gospel é sólido e crescente no mercado fonográfico e este foi o principal motivo pelo qual a Rede Globo realizou o Promessas, mas é bom sabermos que há evangélicos trabalhando na Rede Globo, inclusive, há cultos no Projac. A Globo tem grande influência no povo brasileiro, portanto, não consigo enxergar nenhum ponto negativo no programa, mas vejo como grande ponto positivo, pois o nome de Jesus foi cantado, uma mensagem de esperança foi levada ao coração das pessoas. Talvez pessoas que jamais ouviriam uma música cristã, através da Rede Globo puderam ouvir e serem ministradas nesta tarde.


O programa mostrou vários segmentos da música gospel, até isso foi interessante, pois, eu, por exemplo, não curto Damares, Regis Danese, mas certamente outras pessoas vão gostar, foi legal mostrar parte da diversificada música Gospel, para que assim, pudesse tocar, quem sabe, o coração de diferentes tipos de pessoas e gostos.




Para mim, o ponto alto foi a participação da Ana Paula Valadão. Relevante, ungida, apaixonada, enfim, a cereja do bolo. Cantava com verdade, era nítido que não estava somente se apresentando num show, havia muita verdade, havia adoração, muito lindo. Ministrou sobre a cruz, e levantou um coral recitando João 3:16. Não só a Ana Paula, mas a maneira pela qual os outros componentes do Diante do Trono cantavam era diferente, havia uma unção diferente, havia verdade. Não tenho dúvidas de que foi uma tarde profética neste país. Parabéns a Ana e ao Diante do Trono por se comportarem como verdadeiros adoradores e principalmente à Ana, que no pouco tempo que foi disponibilizado, conseguiu dizer ao Brasil para olhar para a Cruz e proferir o plano da Salvação em João 3:16. Estou seguro de que todas as palavras ditas por elas foram inspiradas pelo Espírito. 


Se as intenções da Globo são somente de lucrar, isso não importa, pois qual gravadora, editora ou outra empresa de comunicação dita "evangélica" não pensa em lucrar? O que importa é que uma grande porta foi aberta ao evangelho e à cultura evangélica. E com isso semente tem sido lançada. Glória a Deus!




 "prega a palavra, insta a tempo e fora de tempo" 


(2 tm 4:2)




 "Sejam sábios no procedimento para com os de fora;
aproveitem ao máximo todas as oportunidades"


(Colossenses 4.5)



FELIPE OLIVEIRA ALMADA




quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

SARAH SHEEVA - O EXEMPLO DE COMO NÃO DAR UM TESTEMUNHO

Sarah Sheeva,  filha da cantora Baby Consuelo, abriu o coração em entrevista para o apresentador Amaury Jr., da Rede TV, e contou como se deu sua conversão à religião evangélica e quais fatores levaram a ela.
“Eu era uma ninfomaníaca ‘braba’. Uma mulher bastante promíscua na área sexual. O sexo era o meu grande vício. Era doente demais, uma cachorra. Eu era tudo de errado. Não conseguia ficar sem sexo. Tinha um problema sério nessa área. Os homens que eu tinha não me saciavam. Acredito muito na transferência de espírito durante o sexo e, a cada homem que tinha, ficava mais insaciável”, conta ela que hoje é pastora, ministra o "Culto das Princesas", no qual ensina mulheres de Cristo a atrair homens virtuosos, e diz ainda estar há 10 anos sem praticar sexo
'Minha mãe parou de falar comigo'
Sarah contou ainda que no começo sua opção religiosa não foi bem aceita pela mãe, a cantora Baby Consuelo.

“Aquela mulher que usava roupas de prostituta, andava rebolando e pegava todos, virar uma mulher na linha, toda certinha? Mamãe ficou dois anos sem falar comigo. Ela dizia: ‘Minha filha ficou fanática’. Dois anos depois de me converter, mamãe se converteu”, lembrou.
“Não acreditava, por exemplo, que existisse diabo, demônio, essas coisas. Achava que isso tudo era uma fantasia (...) e eu vi aquela pessoa incorporando na minha frente (...). Mudou a voz. Vi um espírito, uma coisa maligna, uma coisa monstruosa”, contou ainda sobre uma experiência religiosa. O programa de Amaury Jr. com a entrevista de Sarah Sheeva vai ao ar na terça-feira, 6.
Fonte: ego.globo.com EGO
A cantora se converteu!! Tudo bem, que bom, houve festa no céu... Mas e depois? O que é feito disso? Eu sinceramente não entendo essa fascinação de artistas que se convertem em ficar dizendo há quantos anos estão sem sexo, que coisa bizarra!! Imagine comigo, Maria Madalena depois de um ano de convertida relatando aos apóstolos que está há 1 ano sem sexo... Isso é algo íntimo, particular, ninguém precisa saber... mas, artista que é artista gosta de show! Já pensou se vira moda, constar no "currículo gospel" da pessoa há quanto tempo está sem sexo. Fala sério!!! Menos é mais.
"Acredito muito na transferência de espírito durante o sexo" ---   como assim??????????? Peraê... transferência de espírito durante o sexo????? Em que parte da Bíblia ela leu isso? No livro do profeta Erezias???? Só se for... É mais uma para o picadeiro gospel... 
Acho de péssimo gosto esse tipo de testemunho dado por essa senhorita que não faz sexo há 10 anos. Detalhar o passado, enaltecer o estado mundano não é o foco. Isso é falta de discipulado e pastoreio, ainda dá pra corrigir. SEm contar nas heresias e misticismo gospel. É só querer, é só deixar que ELE cresça, ELE apareça. Acho que o mais difícil para artistas que se convertem é se libertarem da "síndrome do palco", de querer estar em evidência, de estar na mídia. 

Felipe O. Almada

sábado, 3 de dezembro de 2011

Cristiaislamismo - Usaram nosso "maomé" para fazer bagulho - Isso não!!!

    Usaram nosso "maomé" para fazer bagulho - Isso não!!! Charlatanismo, curandeirismo, enriquecimento ilícito pode!!! Ninguém se levanta contra isso...


 Após reclamar pelo Twitter a respeito da entrevista feita pelo apresentador Jô Soares com os músicos Moraes Moreira e Tom Zé, quando foram mostradas cenas do DVD “Filhos de João: o admirável mundo novo baiano”, onde um dos entrevistados no filme afirma ter fumado maconha com a bíblia, o Apóstolo Renê Terra Nova gravou um vídeo de protesto à postura do apresentador, que segundo ele, foi “infeliz ao afirmar que a Bíblia tem mil e uma utilidades”.
No vídeo, ele pede que os envolvidos no episódio se retratem perante aos cristãos, e aos cristãos, pediu que assinem uma petição pública cobrando essa retratação. 
     O Pastor e Deputado Marco Feliciano usou a tribuna da Câmara dos Deputados para “manifestar a indignação” a respeito do caso. Cobrando retratação, o Deputado afirma que a emissora deveria se manifestar sobre o caso: “Sabemos que a prestigiosa Rede Globo, não compactua com ato tão profano, mas poderia em nota se retratar em nome da grande maioria de seus componentes que professam nossa fé cristã”.
Encerrando seu discurso, o Pastor revela que irá tomar medidas para que os fatos sejam apurados: “Enviarei ofício a Policia Federal, solicitando se necessário e possível, por entendimento da autoridade policial a instauração de Inquérito Policial, para apurar os fatos que reputo como gravíssimos”.

   Agora esse pessoal que se acha representante dos evangélicos farão um "show", um 'espetáculo" em cima dessa entrevista, achando que enrolar um papel é enrolar a Palavra de Deus. Não somos idólatras, não é o papel que salva. Só falta quererem saber qual foi o versículo usado para tal ato. Fala sério!!!  Francamente, existe algo muito pior a ser examinado e que mereça ser alvo de inquérito, faço minhas as palavras do ilustre Stenio Marcius: 

"Mano, pior do que um ímpio 

enrolar maconha com papel de Bíblia

é pastor enrolar o povo 

com texto fora do contexto

com terceiras intenções..."


@steniomacius






Palavra profética de Nívea Soares contra o circo gospel



QUEM TEM OUVIDOS OUÇA O QUE O ESPÍRITO DIZ À IGREJA!!!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

QUEBRANTADO - Vineyard

Para começar bem a sexta-feira, ouvindo e meditando nessa canção que traz uma reflexão sobre o que Jesus fez por nós e nossa postura diante d´Ele, uma postura quebrantada, de servos, de adoradores! Obrigado Jesus!! Trouxe-me a vida e eu estava condenado Mas agora pela cruz eu fui reconciliado!!!!  ALELUIA!!!!





Quebrantado

Vineyard

Eu olho para a cruz
E para a Cruz eu vou
Do seu sofrer participar
Da sua obra vou cantar
O meu salvador
Na cruz mostrou
O amor do Pai
O Justo Deus
Pela cruz me chamou
Gentilmente me atraiu
E eu sem palavras me aproximo
Quebrantado por seu amor
Imerecida vida de graça recebi
Por sua cruz da morte me livrou
Trouxe-me a vida e eu estava condenado
Mas agora pela cruz eu fui reconciliado
Impressionante é o seu amor
Me redimiu e me mostrou
O quanto é fiel.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Igrejas velhas não valem nada?

Se tem uma coisa que eu admiro nos japoneses é o respeito e a honra que eles dão aos idosos. São vistos como pessoas sábias, vividas, experientes, que já passaram por todo tipo de dor e sofrimento, que já erraram e acertaram muito, que entendem que a testosterona da juventude nos leva a cometer erros muitas vezes irreparáveis. No Japão, velho é bom. Paradoxalmente, no Brasil velho é ruim. É sinônimo de coisa ultrapassada, defasada, que não serve mais, que não entende os nossos tempos, que está apegada a tradicionalismos e coisas de uma época que não se aplica mais aos nossos dias.
Com o perdão da palavra, mas, nesse sentido, como nós, brasileiros, somos ignorantes!
Jovens têm, é lógico, o seu valor. São cheios de garra, têm disposição, ímpeto e vontade de mudar o mundo. O problema surge quando queremos mudar o que não precisa ser mudado. Pois, queira você ou não, jovem, você é inexperiente. Ainda tem muito feijão para comer. Um rapaz de 20 anos nunca vai se comparar a um senhor de 60, por exemplo, em número de cicatrizes na alma. Cara, são 40 anos a mais de vivência! Você acha isso pouco? Comparar chega a ser patético. Uma sociedade formada sobre a inexperiência dos jovens é uma sociedade que vai cometer todos os erros que os velhos já cometeram – sem necessidade alguma de que eles fossem repetidos  Infelizmente, é o que tem ocorrido em muitas igrejas.
Fico lendo no twitter alguns pastores garotões querendo dizer aos mais velhos como se deve fazer igreja e o que leio muitas vezes me dá um desânimo atroz, pra não dizer assombro. É patente que são uns meninos cheios de boa vontade, mas também lotados até a boca de equívocos, inexperiência, ignorância teológica e falta de traquejo. Outro dia li um jovem pastor ligado a uma organização de mocidade para cristãos defender que masturbação não é pecado se você o faz pensando na sua esposa. Depois, o mesmo garotão comparou roupa de pastores com roupa de políticos numa analogia tão sem fundamento que me deu até pena. E basta ler os tuites dele que você percebe até coisas menores, como montes de erros de gramática e ortografia. E são esses que estão discipulando nossos jovens??? Deus tenha misericórdia de Sua Igreja…
Jovem, lembre-se que Israel foi dividido porque o rei jovem deu mais ouvidos aos conselheiros garotões do que aos anciãos. Você quer um conselheiro nas coisas de Deus e da vida? Busque alguém que tenha fios brancos na cabeça. Barba preta não faz de ninguém um bom pastor.  Cabelos grisalhos também não, mas ajudam muito. Se eu vou a um médico, não procuro um recém-formado, vou aos que têm diplomas  amarelados na parede e uma estrada longa percorrida. Por que não faria o mesmo com os médicos de alma?
Fui certa vez a uma conferência teológica acompanhado de um sacerdote que está na casa dos 50 anos. Eu tenho 39. Assistimos a uma palestra de um jovem e brilhante teólogo. A exposição dele foi excelente. Na saída comecei a elogiar o rapaz para esse sacerdote que estava comigo. Ele ouviu-me pacientemente. Ao final me disse uma frase que eu não esqueci: “Mauricio, ele pode ser muito bom, mas ainda não sofreu. Deixa ele sofrer mais e depois a gente conversa”.  Refletindo sobre aquela frase, vi que ele estava coberto de razão: ninguém se torna um general sem carregar em si muitos ferimentos de batalhas passadas.
Os jovens cristãos chegam cheios de vontade de fazer e acontecer. Ótimo. Mas muitos, em especial pastores, enfiam os pés pelas mãos, porque ignoram o conselho dos mais velhos. Acham que sacerdotes com mais de 50 anos são velhos corocos presos a tradicionalismos inúteis, a pensamentos velhos e estruturas que não funcionam mais. Tadinhos. A Igreja tem de conversar com a sua época? Lógico! Mas a Igreja não tem que alterar a mensagem da Cruz para isso. Não precisa falar palavrões. Não precisa falar “quaé, mermão”. Muito menos reinventar a roda. O que funciona há 2 mil anos funciona há 2 mil anos!!! Que continue funcionando!!! Mas não: templos são coisas velhas, então temos de nos reunir em tendas ou outros ambientes alternativos. De preferência com cestas de basquete na parede pra mostrar como a gente é cool, tá ligado? Terno e gravata são coisas velhas? Então temos de pregar com camisas de malha com dizeres grafitados, como “Jesus rules!“. Ritos e cerimônias são coisas velhas? Então temos de abolir qualquer forma de liturgia. As teologias pregadas não mudam desde a época de Lutero e Calvino? Então temos de inventar bobagens novas como a Teologia Relacional porque, afinal de contas, como teólogos do século 16 poderiam estar certos? Nada disso, certos somos nós, para quem love wins. E fico imaginando Jesus vendo tudo isso e lembrando: “Eu sou o mesmo ontem, hoje e serei para sempre”. As pessoas e os tempos mudam? Claro! Mas a essência humana é igual desde Adão e é na essência do homem que o Evangelho age, não na sua cultura temporal.
Jovem, você não tem de reinventar o Evangelho. Ele está aí, prontinho, há 2 mil anos, num livro chamado Bíblia. O conteúdo desse livro não mudou em nada, nem seus ensinamentos. Ele é um presente de Deus para você. Se um pastor valorizar mais o papel de presente (ou seja, a forma como é apresentado) do que o presente em si, fuja dele. Busque uma igreja onde o velho é ensinado. Onde Deus continua sendo amor, mas também ira e justiça. Onde o cristão não tem que ter a cara de um skatista da moda para viver a fé.
Não tenha vergonha de ser diferente. A mensagem do Cristianismo é e sempre foi contracultura, ela nada na contramão, na direção oposta do mundo. Se alguém, mesmo um pastor maneirão da moda diz a você que você tem que participar das coisas do mundo como shows do Ozzy Osbourne… Ignore-o. Jesus disse em sua oração ao Pai em favor dos Seus: “Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, pois eles não são do mundo, como eu também não sou. Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno. Eles não são do mundo, como eu também não sou“. Você está  no mundo. Mas não é do mundo. Não se misture. Se o novo diz para  você se misturar, corra para o velho. Para aquilo que já foi testado e aprovado pelo teste dos séculos e não para aquilo que tenta fazer de você uma cobaia de laboratório para novas experiências teológicas.
Paz a todos vocês que estão em Cristo.
POr Maurício Zagari BLOG APENAS http://apenas1.wordpress.com/

Assim você me mata!!!!! rsrsrsrs


Paródia gospel de uma música de um tal Michel Teló....


Essa foi pra descontrair heheheh
As informações e opiniões postadas no Blog Fé & Razão não correspondem às opiniões e idéias de pessoas ligadas a mim nem de minha Igreja
Ocorreu um erro neste gadget