sexta-feira, 30 de setembro de 2011

ACORDEM EVANGÉLICOS

 

Estou seguro de que uma vida vocacional não pode conviver com uma vida de riqueza. Quem escolhe o ministério pastoral ou análogos não pode querer viver uma vida de riquezas. Ou uma coisa ou outra.  Se a pessoa quer ser rica, o correto é não almejar ao ministério pastoral, que deve ser uma vida em prol das ovelhas, viver para as ovelhas e não viver das ovelhas. Quer ser rico? Seja empresário.. ahh.. mas a Joyce Meyer ganha com os liros que ela vende... sim.. tudo bem, então invista esse dinheiro com os pobres, com os missionários, com quem não tem. POis o dinheiro vicia e desvia, a bíblia já se referia a isso quando dizia que é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha. Onde tem muito dinheiro rolando, certamente terá coisas ilícitas.. quer seja em igreja, em ong, etc...

É só se remeter à vida dos spóstolos... isso tudo que vemos por aí, de líderes evangélicos enriquecendo, comprando aviões, mansões, canais de televisão, etc.. não é uma atitude cristã. Não é mesmo. Mas não sinto pena de quem os segue. Geralmente são pessoas que visualizam em seus líderes e projetam neles uma riqueza que jamais poderão ter e se alegram quando seu líder e pastor compra um carro importado ou uma casa na praia. Na verdade, como diz Paul Washer, esses líderes são o juízo de Deus para essa gente que está buscando qualquer coisa, menos Deus.


Existiu algo mais vergonhoso e emblemático do que o casal Hernandes ser preso, com dinheiro irregular escondido dentro da Bíblia? Isso é muito sério! Isso demonstra a índole deles, pra que tanto dinheiro??? Pra que tantos bens materiais???? Isso está errado! E agem com o tal casal como se nada tivesse acontecido.

O dinheiro e riqueza subiram à cabeça dos principais líderes evangélicos, que são alimentados pelos membros com baixa auto-estima, longe do evangelho, longe da cruz. Parece que estão todos cegos, anestesiados, a maioria dos seguidores desse tipo de líderes têm quase um orgasmo à cada conquista financeira de seu líder, mas  os seguidores seguem cada vez mais pobres, pobres de tudo, e se algum dia precisarem da ajuda desses líderes serão escurraçados na verdade, jamais terão acesso a eles.

O pior é quando esses caras usam a igreja como moeda eleitoral, ou fazem marchas que supostarmente seriam para Jesus, mas na verdade é para mostrar seu poder de aglutinação e influência. Aquilo pelo qual Martinho Lutero lutou tanto está ocorrendo na Igreja Evangélica e de maneira bem pior do que na época da reforma protestante, pois agora temos a Bíblia em nossa língua. Mas... Bíblia pra que se o Apóstolo Fulano diz que é pra cobrar de Deus os meus direitos ou que é para eu sacrificar todo dinheiro que eu tenho para conseguir a cura de uma doença?

Parem de enriquecer esses caras, parem de dar dinheiro para esses lobos, essas ofertas não estão sendo para Deus... parem de dar o que é santo aos cães....   acorda Igreja, acordem evangélicos, abram os olhos, ainda dá tempo de fazer a igreja tornar a ser relevante. Olhem para a cruz vazia e lembrem de que o evangelho foi conquistado a preço de sangue. Isso tudo que estamos vendo não é evangelho, não é cristianismo. A igreja brasileira está riquíssima, mas espiritualmente está caída e sem forças para se levantar.
 
As informações e opiniões postadas no Blog Fé & Razão não correspondem às opiniões e idéias de pessoas ligadas a mim nem de minha Igreja
Ocorreu um erro neste gadget