quinta-feira, 1 de novembro de 2012

MARTINHO LUTERO, A REFORMA PROTESTANTE E EU.


Quem poderia imaginar que ao pregar suas 95 teses, Martinho Lutero, em 31 de Outubro de 1517, iria mudar o mundo. Hoje relembramos o dia da Reforma Protestante, que não foi somente uma reforma religiosa, mas inclusive política, econômica e educacional. 

Lutero foi corajoso, audacioso... qualidades estas que advieram de um encontro com o evangelho puro e simples, totalmente diferente das tradiçõe

s da Igreja Romana naquela época. Nós, hoje, após encontrarmos com o evangelho deveríamos ter a mesma reação e intrepidez de Lutero ao conhecer a verdade e se libertar. A mudança que o evangelho deve acarretar em nós, não é tão somente religiosa, mas, sobretudo em questões éticas sociais, políticas, nos levantando contra toda injustiça, mesmo que para isso seja necessário ir contra o poder institucionalizado. Em 1517, a religião não permitia que o povo pensasse, questionasse, idealizasse. Nem mesmo a Bíblia era permitido ler, afinal de contas os ensinamentos bíblicos confrontavam com a tradição romana.

Admiro muito Martinho Lutero, sou cristão, sou metodista, sou protestante... ou seja, tenho meus princípios, conceitos, ideais... tenho em meu coração essa inquietação luterana contra a injustiça, corrupção e manipulação... seja nas áreas religiosas, políticas, sociais, etc.. Postura essa, fruto de uma descoberta diária de um evangelho que me ensina valores e princípios de uma conduta libertária, justa e graciosa.

É lamentável que atualmente, há muitas igrejas, seitas pseudo evangélicas, que são fruto da Reforma Protestante e praticam tudo aquilo pelo qual Lutero e os reformadores tanto protestavam, como: mercantilização da fé, venda de graças, idolatria, paganismo na liturgia cristã, alienação dos fiéis. É um absurdo ver pessoas sendo estupradas psicologicamente e até financeiramente em nome de Deus, é um absurdo ver pastores vendendo bênçãos na televisão a preços superfaturados onde , na verdade quem enriquece são eles. É muito triste, ver líderes religiosos transformando o cristianismo puro e simples numa grande caixa de superstições e misticismos travestidos como bíblicos. Hoje vejo idolatria nas igrejas evangélicas, idolatram líderes que não podem ser contestados, cantores, músicas, movimentos, candelabro, arca, dinheiro. Costuraram o véu do templo que Jesus rasgara ao se entregar na cruz.
Eu, porém, rejeito todo ensinamento que contrarie o evangelho de Cristo, mesmo que seja pregado por pregadores famosos, que aparecem na televisão, milagreiros... eu rejeito, prefiro Cristo e seus ensinos totalmente diferentes do que é visto hoje na religião cristã moderna.

Mas ainda há igrejas cristãs reformadas, genuinamente cristãs, honrosamente evangélicas onde pode se vivenciar um cristianismo libertador, transformador, que provavelmente não vai te enriquecer, mas vai te tornar um ser humano relevante na sociedade, em paz, em Graça, em Deus. Ainda há um povo que segue o evangelho e vive Cristo, não de forma perfeita, mas caminhando em graça tentando ser melhor a cada dia. Ainda há pastores honrados que são dignos de sua vocação, como por exemplo Ramon Coutinho, que pastoreia a Metodista Leopoldina, igreja que faço parte.

31 de outubro, 495 anos da Reforma Protestante, reforma esta, necessária em 1517 e novamente, extremamente necessária hoje.

Sobre Lutero, o famoso Charles Spurgeon (1830) escreveu:

“Lutero aprendeu a ser independente de todos os homens, pois ele lançou-se sobre o seu Deus! Ele tinha todo o mundo contra ele e ainda viveu alegremente.

As 5 bases do Protestantismo:
"Sola Scriptura,
Sola Gratia,
Sola Fide,
Solus Christus,
Soli Deo Gloria"

Somente a Escritura
Somente a Graça
Somente a Fé
Somente Cristo
Somente a Deus, a glória.


N´Ele, verdade, vida e caminho

Felipe Oliveira Almada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As informações e opiniões postadas no Blog Fé & Razão não correspondem às opiniões e idéias de pessoas ligadas a mim nem de minha Igreja
Ocorreu um erro neste gadget